GEODIREITO
Direito Administrativo Geográfico
Planejamento e gestão territorial
Perícia Geográfica
Regulação e legislação geográfica
Relações Governamentais

 

Agências espaciais mundiais propõem Observatório Climático Espacial

18 Dez 2017



Agências espaciais de cerca de 20 países propuseram a criação de um "Observatório Climático Espacial", com a finalidade de reunir os dados climáticos obtidos no espaço, conforme declaração adotada nesta segunda-feira (11), em Paris.

França, China, Japão, Reino Unido, Alemanha, Itália, Áustria, Israel e os Emirados Árabes Unidos, entre outros países, adotaram essa "Declaração de Paris", na véspera de uma cúpula a respeito do financiamento para combater as mudanças climáticas, que terá lugar na capital francesa.

Nem o órgão governamental americano que fornece informações meteorológicas, a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA), nem a agência russa Roscosmos participaram da reunião.

Das 50 variáveis essenciais para monitoração regular do clima, 26 delas são observadas a partir do espaço, por meio de satélites. Essas acompanham o aumento das temperaturas do planeta, o aumento no nível médio do mar, a emissão dos gases de efeito estufa, etc.

"O objetivo desse Observatório espacial é coordenar todos os meios que existem", disse à AFP Jean-Yves Le Gall, presidente do Centro Nacional de Estudos Espaciais da França.

"Hoje em dia a maioria dos países não compartilham os seus dados sobre o clima obtidos por satélite. Esses dados deveriam circular livremente", disse.

"A Declaração de Paris permitirá que esse movimento possa ser lançado", ressaltou Le Gall.

A primeira etapa permitirá às agências que concordaram em reunir esses dados climáticos a estabelecer critérios comuns de referências.


Fonte: AFP

 



Copyright 2008-2017 - Todos os Direitos Reservados
igd@geodireito.com