GEODIREITO
Direito Administrativo Geográfico
Planejamento e gestão territorial
Perícia Geográfica
Regulação e legislação geográfica
Relações Governamentais

 

Instituto cabo-verdiano lança plataforma online para partilha de dados geográficos

10 Set 2017



O Instituto Nacional de Gestão do Território (INGT) de Cabo Verde lançou hoje uma plataforma única e centralizada onde todas as pessoas e instituições podem ter acesso a informações geográficas e territoriais do país.

O Open Data, alojado no site do INGT (www.ingt.gov.cv), que também foi hoje lançado, permite o acesso a informação geográfica atualizada de Cabo Verde, de forma instantânea, em qualquer parte do mundo e em qualquer dispositivo, bastando ter acesso à Internet, informou o instituto.

A plataforma, desenvolvida pelo INGT e com apoio técnico da ESRI-Portugal, pretende evitar a duplicação de informações, poupar esforços e receitas, aumentar a transparência e reaproveitar dados que estão na posse das diferentes instituições cabo-verdianas, explicou ainda.

Segundo a administradora executiva do INGT, Fátima Fernandes, a base única vai disponibilizar dados de forma "rápida e segura" e interativa, sem estar a navegar em várias páginas na internet, muitas vezes com as mesmas informações.

"A plataforma vai servir para maximizar todo o potencial de dados espaciais existentes em Cabo Verde", referiu, indicando que as informações podem ser úteis a todos, desde estudantes, técnicos, profissionais, pesquisadores, governantes e público em geral.

Fátima Fernandes disse que os dados não foram analisados pela sua quantidade, mas sim pela qualidade, indicando que todo o arquipélago está coberto, podendo consultar-se fotomapas, cartografias, altimetria, planos urbanísticos, legislação, textos.

O Open Data permite ainda manusear informações, criar cenários, imprimir, fazer download, entre outras funcionalidades disponibilizadas pelo INGT, instituição pública com competência técnica para agregar e pôr os dados à disposição de todos.

Fátima Fernandes afirmou que, com o novo site e o Open Data, o INGT pretende aproveitar ao máximo as potencialidades das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) para estreitar o relacionamento com os utentes dos seus serviços e as outras instituições cabo-verdianas.

A ministra das Infraestruturas, Ordenamento do Território e Habitação, Eunice Silva, salientou a importância de juntar os dados espaciais numa única plataforma, considerando também que vai permitir planear e tomar "decisões certas".

A ministra sublinhou ainda o facto de os dados poderem ser consultados em qualquer parte do mundo e também por ser uma plataforma "fidedigna", que vai servir todos os outros setores.


Fonte: DN Lusa

 



Copyright 2008-2017 - Todos os Direitos Reservados
igd@geodireito.com