GEODIREITO
Direito Administrativo Geográfico
Planejamento e gestão territorial
Perícia Geográfica
Regulação e legislação geográfica
Relações Governamentais

 

São Paulo e Baviera expandem programa espacial

12 Jul 2017



Uma parceria que já dura duas décadas entre os estados de São Paulo e da Baviera, na Alemanha, foi celebrada no último dia 5 no encontro entre o vice-governador paulista Márcio França e a secretária alemã para Assuntos Europeus e Relações Regionais, Beate Merk.

Uma das finalidades da reunião no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, é a assinatura do Memorando de Entendimento (MoU) para expandir a colaboração entre Brasil e Alemanha no setor de programas espaciais.

“Praticamente toda a atividade em lançadores e veículo de sondagem (foguetes espaciais) realizada no Brasil está ancorada no Estado de São Paulo”, diz Carlos Rondina Mateus, consultor sênior do setor aeroespacial e professor do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica).

“Acredito que o maior benefício (com a assinatura do documento) será o apoio institucional e eventual suporte financeiro que possa se originar”, afirma. Segundo Mateus, o acordo pode facilitar que “parte da tecnologia ora em estudo seja transferida da Alemanha para produção no Brasil”.

De acordo com a chefe da Assessoria Especial para Assuntos Internacionais do governo paulista, Ana Paula Fava, o documento vem sendo elaborado desde julho do ano passado, quando França participou da oitava edição do Regional Leaders e fez o convite para que Merk viesse ao Brasil.

Duas décadas de cooperação

Patrocinada pelo governo alemão, a comemoração dos 20 anos de Cooperação na sede do governo paulista reúne cerca de 250 convidados, entre líderes empresariais, comunidade científica, secretários de estado e outros representantes governamentais.

O primeiro documento de cooperação entre as regiões foi assinado em 31 de julho de 1997 pelo então governador Mário Covas e o então ministro do Desenvolvimento Regional e do Meio Ambiente do estado Federal da Baviera Thomas Goppel.

O documento fortalecia ações focadas no empreendedorismo de pequenas e médias empresas, no intercâmbio de informações econômicas e de projetos de infraestrutura em múltiplas áreas, mas principalmente no meio ambiente.

“De certa forma foi um documento bastante inovador ou, pelo menos, alinhado com as questões ambientais que começavam a ser discutidas na época com os ODM (Objetivos de Desenvolvimento do Milênio estabelecidos pela ONU em 2000) e até mesmo com a política ambiental de Al Gore (vice-presidente dos EUA durante administração de Bill Clinton)”, diz Ana Paula Fava.

Desde então, São Paulo e Baviera selaram mais 9 acordos com foco nas áreas de investimentos, meio ambiente, agricultura, saneamento, energia, ciência e tecnologia. Um dos protocolos mais importantes foi estabelecido em julho de 2001, quando as secretarias do Meio Ambiente de São Paulo e Baviera iniciaram a discussão de medidas de proteção para o Aquífero Guarani, um dos maiores reservatórios de água doce do planeta.

O Aquífero Guarani, no Brasil, possui aproximadamente 37 mil km3 dos 45 mil km3 de águas totais compartilhados com Argentina, Paraguai e Uruguai. Segundo a CETESB, 80% dos municípios paulistas – cerca de 5,5 milhões de pessoas – são abastecidos por essas águas.

O último protocolo de intenções foi assinado durante o Regional Leaders no ano passado. O vice-governador e o então presidente da agência Investe São Paulo, Juan Quirós, assinaram o documento com Wolfgang Hübschle, diretor da Invest in Baviera, agência de investimentos da Baviera.

Delegação alemã

A secretária Beate Merk está acompanhada pelos deputados estaduais Martin Bachhuber e Margit Wild; pelo chefe de gabinete Thomas Glossner;  pelo chefe do departamento para Relações Internacionais da Baviera Michael Köller; pela porta-voz de Imprensa da Baviera Theodora Doris Schneider; pelo chefe do departamento de Tecnologia Aeroespacial e Tecnologia Ambiental Dietmar Schneyer; pelo assessor do Protocolo da Baviera Hansjörg Thoma;  pelo chefe para Comunicação Online Conrad Diefenbach; e pelo cinegrafista Christian Fausel.

A comitiva empresarial alemã é composta pelo diretor-executivo Internacional da Nürnberg Messe, Eike Scholl; do presidente da LIDE Alemanha, Christian Hirmer; do chefe de Estratégia e Programas Futuros da MT Aerospace, Markus Staudt; do diretor do Centro Aeroespacial da Alemanha, professor Felix Huber; do chefe de departamento do Centro Aeroespacial da Alemanha, Rainer Kirchhartz; do CEO Wirecard Brazil, Igor Senra; e da vice-presidente da Wirecard Brazil, Sandra Meermann-Hying.


Fonte: Governo do Estado de São Paulo



Copyright 2008-2017 - Todos os Direitos Reservados
igd@geodireito.com