GEODIREITO
Direito Administrativo Geográfico
Planejamento e gestão territorial
Perícia Geográfica
Regulação e legislação geográfica
Relações Governamentais

 

Tribunal espanhol aceitou dados de GPS para validar despedimento

03 Dez 2017



Um tribunal das Asturias, Espanha, validou um despedimento de um trabalhador, considerando como prova os dados do GPS incorporado num "tablet" fornecido pela empresa.

O trabalhador estava acusado de não cumprir o seu horário de trabalho. O caso remonta a 2015 foi agora conhecida a sentença do Tribunal Superior de Justiça das Asturias, O homem, um vendedor que trabalhava para uma farmacêutica, tinha recebido o dispositivo para uso exclusivamente laboral e, na entrega, foi avisado que estava equipado com um GPS que tinha como objetivo "controlar assiduidade dos trabalhadores". A eles competia mantê-lo em funcionamento.

Ao fim de três meses, recebeu a primeira advertência. Segundo o jornal "La Voz de Asturias", o homem era avisado que os dados mostravam que não não estava a cumprir o seu horário de trabalho e que em numerosas ocasiões, "não desempenhava nenhuma atividade laboral à tarde" e que apresentava despesas por refeições, apesar do GPS mostrar que estava em casa.

Segundo o tribunal, o homem ignorou as advertências da empresa e acabou por dar como correto o seu despedimento, depois de ficar demonstrado que, ao longo de um período de cinco meses, não cumpriu, de forma reiterada, com as suas obrigações contratuais.


Fonte: Observador



Copyright 2008-2017 - Todos os Direitos Reservados
igd@geodireito.com